Hipismo - XVII Concurso de Saltos Internacional: Cavaleiros disputam qualificativa para GP Águas do Vimeiro

O Centro Hípico do Hotel Golf Mar acolheu centenas de visitantes para assistir ao primeiro dia de provas do XVII Concurso de Saltos Internacional— CSI 3* - que decorrerá até ao dia 19 de Julho.

Na prova "Eurofin Hospitality", qualificativa para o Grande Prémio Águas do Vimeiro, soou o hino francês com a vitória do cavaleiro Cedric Angot com Ninaricci'Jac, que em 74,32, concluiu a prova sem penalizações. Em segundo lugar, novamente pela França, o conjunto Clemence Laborde e Ups'N Downs van den Bandam, completou a prova com zero pontos de penalização, em 77,50’. Este mesmo conjunto já inscreveu em 2007 o seu nome no quadro de honra dos Concursos de Saltos Internacionais do Vimeiro. O cavaleiro Alfonso Arango Lasaosa, montando, Abraxas alcançaram o terceiro lugar da classificativa, em 80,52’.

Montando Unicento, a britânica Sophie Tobin arrebata o primeiro lugar da prova Tranquilidade, de Tabela A ao cronómetro, com zero pontos, em 58,11’. Por Portugal, João Azevedo e Silva com Malice de B’Neville alcançam o segundo lugar numa prova sem faltas, em 59,26’. Também num percurso sem faltas, e com apenas 0,01’ de diferença em relação ao cavaleiro anterior, o espanhol Pablo Dominguez Piñon, com o cavalo Rocket Power 2, consegue o terceiro lugar do pódium.

A prova seguinte, Tabela A disputada a duas fases, patrocinada pela Super Bock, foi ganha pelo cavaleiro Ignacio Carpintero montando Jordan de Rhodes. Em 29,66 o cavaleiro espanhol completa a prova sem penalidades. Por Portugal, o conjunto Francisco Moura e Prestige de Triheree termina a prova com zero pontos, em 31,20’, conquistando assim o segundo lugar da classificativa. Em terceiro lugar, também por Portugal, o cavaleiro Filipe Malta da Costa, com o cavalo Joyau du Manoir, completou a prova com zero pontos, em 31,64’. Esta prova decorreu em duas mãos, com diferentes percursos e com obstáculos colocados a 1,40m, onde num total de 51 conjuntos que alinharam em prova, apenas 10 passaram à segunda mão, cinco dos quais com zero pontos.

Fonte: Infordesporto 17/07/2009