Jogos Paralímpicos - Boccia: Três portugueses nas meias-finais

Os atletas portugueses João Paulo Fernandes e António Marques (BC1) e Mário Peixoto (BC3) garantiram hoje presença nas meias-finais do torneio de boccia dos Jogos Paralímpicos Pequim2008.  
{mosimage} 
Os atletas portugueses João Paulo Fernandes e António Marques (BC1) e Mário Peixoto (BC3) garantiram hoje presença nas meias-finais do torneio de boccia dos Jogos Paralímpicos Pequim2008.

Nos quartos-de-final, que decorreram durante a manhã, participaram sete dos nove atletas da equipa portuguesa, dos quais três disputarão terça-feira as meias-finais. No BC3 assistiu-se nos quartos-de-final a um duelo entre portugueses, com Mário Peixoto a eliminar Armando Costa.

A seleccionadora nacional de boccia, Helena Bastos, faz um balanço positivo do dia e lembra que os atletas que já foram afastados do torneio individual vão ainda participar nas provas de pares e equipas.

"Tivemos nove atletas nas ‘poules’ e sete passaram aos quartos-de-final. Agora temos três nas meias-finais. Foi bom, mas queremos sempre mais", disse a seleccionadora, referindo que, até ao momento, "Portugal está a ter prestações bastante semelhantes aos Jogos Atenas’2004", nos quais conquistou seis medalhas.

Helena Bastos referiu ainda que os asiáticos, que têm evoluído muito na modalidade, "estão fortíssimos e têm sido os 'carrascos' de quase toda a gente". A seleccionadora nacional referiu que os atletas eliminados "estão, naturalmente, um pouco tristes, mas sabem que ainda vão ter hipótese de competir nas provas de pares e equipas".

O torneio individual de boccia termina terça-feira, seguindo-se depois as provas de pares e equipas. O boccia é uma modalidade exclusiva para atletas com deficiência - paralisia cerebral ou doenças neuro-musculares - e consiste em lançar pequenas bolas de pele para o mais próximo possível da bola alvo.

Para os atletas com maior grau de deficiência é utilizada uma calha. As classes desportivas dos Jogos integram letras referentes à modalidade, que, no caso do Boccia, é "B" e um número, que revela o grau de deficiência. Os valores mais baixos dizem respeito a graus mais severos de deficiência.

Fonte: O Jogo